Promove o controle de infecções parasitárias, bacterianas e virais de peixes e plantas em lagoas ornamentais.
Product ID: 1445
Product SKU: 1445
New In stock />
POND HEALTHGUARD | 500ML | W GARDEN

POND HEALTHGUARD | 500ML | W GARDEN

Referência: KA191442
aguarde, carregando preço...
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

POND HEALTHGUARD

Promove o controle de infecções parasitárias, bacterianas e virais de peixes e plantas em lagoas ornamentais.


Não contém malaquite verde ou outros desinfetantes à base de corante que pode descolorir a água ou desinfetantes quaternários que espuma
Precaução; seguro para a maioria dos peixes na maioria das circunstâncias, uma vez que o uso de qualquer tratamento não é sem risco, ele não deve ser usado descuidadamente 

 

Você sabe o que são os Condicionadores de Água?  

Os condicionadores de água, assim como os testes, são fundamentais para a manutenção de seu aquário e garantia da qualidade de vida de seus peixes. Aliás, testes e condicionadores formam, na verdade, uma dobradinha inseparável. Os testes revelam a situação atual da água (leitura química), e os condicionadores ajudam o aquarista a fazer os ajustes necessários na água.

 

Preparar a água do seu aquário é fundamental

A água do abastecimento público (a que chega até a torneira da sua casa e é utilizada em seu aquário) tem características químicas completamente diferentes das águas dos rios e lagos de onde foram coletadas. A água para uso doméstico passa por processos de tratamento que visam torná-la totalmente segura para o uso e consumo humano. Esses processos de tratamento incluem a adição de substâncias como o cloro, que é um potente agente bactericida.

Porém, quando o assunto são os peixes do seu aquário, o cloro, por exemplo, é um agente letal. Ele precisa ser completamente eliminado da água que entrará em contato com os peixes.  E como o aquarista faz isso?

 

  •  Primeiro, você realiza um teste, para verificar a presença de cloro na água.
  •  Após essa confirmação, você aplica um condicionador de água anti-cloro, para eliminar a substância.
  • E, para se certificar de que o cloro foi totalmente eliminado, você realiza o teste mais uma vez.

 

Este foi só um exemplo, pois existem vários tipos de condicionadores. Eles são utilizados para reduzir ou eliminar a concentração de substâncias que podem ser nocivas aos peixes de seu aquário, como é o caso do Cloro, e também da Cloramina, Amônia, Nitrito, Nitrato e metais pesados.  

 

Recriar um ambiente natural é importante para os peixes

Além da eliminação de substâncias tóxicas, os condicionadores também são necessários para fazer ajustes em outros fatores químicos da água como, por exemplo, o PH, GH e KH. 

Como você sabe, na natureza, os peixes habitam lagos e rios com águas com diferentes características químicas. O PH está relacionado, por exemplo, à alcalinidade e acidez. O Rio Negro, na Amazônia, possui, características ácidas, com PH bem abaixo de 7.0. Os Lagos Tanganica e Malawi, na África, possuem águas mais alcalinas, com PH entre 8.0 e 9.0.  

A estabilização do índice de PH no aquário é muito importante para a garantia da qualidade de vida dos peixes. Variações bruscas no PH podem ocasionar, até mesmo, a morte dos animais. Escolher e manter um índice é muito importante para o bem-estar dos animais.

Os condicionadores ajudam o aquarista à ajustarem o PH a um índice ideal e mais confortável para os peixes (que será sempre aquele que mais se aproximar do índice do lago natural de origem das espécie). Por essa razão, é importante que o aquarista escolha para coabitação espécies que compartilhem a predileção por águas com características físico-químicas semelhantes.

 

 

Recriar os parâmetros do ambiente natural em seu aquário trará mais conforto e bem estar aos peixes ornamentais. 

 

Já os índices de GH e KH dizem respeito à dureza da água, que está relacionada à presença de cátions de cálcio e magnésio, especialmente, entre outros metais.  De acordo a quantidade de cátions desses elementos presentes na água, ela poderá ser classificada como água dura ou água mole (existem várias escalas para isso, como a americana e a alemã).

Na natureza, a principal fonte de dureza nas águas é a sua passagem por solos. Nesse momento, ocorre a dissolução da rocha calcária pelo gás carbônico da água, por meio de uma reação química que dá origem aos compostos bicarbonato de cálcio e bicarbonato de magnésio. Por essa razão, é muito mais frequente encontrarmos águas subterrâneas com dureza mais elevada que águas superficiais. Lagos e rios em que a nascente brota após a passagem de água por este tipo de rocha calcária, porém, tendem a ter água com dureza mais elevada.

A água que chega até a torneira da sua casa, proveniente de estação de tratamento, geralmente apresentam dureza superior à água presente no meio natural, de onde foi coletada. Isso porque as estações de tratamento adicionam cal hidratada no processo de preparo da água para uso humano, elevando ainda mais o índice de dureza da água.

Os condicionadores de GH ajudam o aquarista a alcançar um índice de dureza (água mole ou água dura) mais próximo aos dos lagos e rios de origem dos peixes que habitam o aquário.

A recriação de caraterísticas físico-químicas das águas dos lagos de origem (como PH, GH e temperatura) ampliam o conforto e o bem-estar do animal, deixando suas cores mais vibrantes, seu comportamento mais natural e ampliando as chances de reprodução. Em outras palavras, deixando seu pet muito mais feliz!

 

Condicionadores de PH: aprenda a ajustar a acidez e alcalinidade 

 

 

O Potencial Hidrogênio (PH) é um índice que revela se um meio é ácido ou alcalino. As variações do PH podem prejudicar a qualidade de vida e até ocasionar a morte dos peixes no aquário, pois o PH influencia diretamente os processos metabólicos e fisiológicos dos peixes. Variações bruscas ou PH inadequado podem promover distúrbios ácido-base e iônico no organismo dos peixes, dando origem a problemas neurológicos, perda de coloração, apatia, respiração ofegante entre outros que podem ocasionar até mesmo a morte.  

Existem condicionadores alcalinizantes e acidificantes que são adicionados à água para que o aquarista consiga ajustá-la a índices desejáveis.

Na maioria das lojas, o PH tende a ser mantido em intervalo mas neutro, entre 6,8 a 7.2. Por isso, sempre realize a aclimatação do seu novo peixe para que ele faça a transição para um PH mais ácido ou mais básico com segurança. 

 

 

Condicionadores de GH: água mole ou água dura faz diferença? 

Como mencionamos anteriormente, o GH (Dureza Total)  é um parâmetro relacionado à dureza da água. A dureza é medida de acordo com escalas específicas, que avaliam, especialmente, a quantidade de compostos de cálcio e magnésio presentes na água, entre outros metais. De acordo com essa quantidade, as águas são classificadas como água muito mole, mole, dureza média, etc.  Os principais compostos que conferem dureza as águas são o bicarbonato de cálcio, bicarbonato de magnésio, sulfato de cálcio e sulfato de magnésio.

Os condicionadores de GH atuam ajustando a dureza da água a níveis mais confortáveis para a sua comunidade de peixes, sempre, como mencionamos, tentando aproximar o índice do aquário aos lagos de origem.  

Para o bem-estar do seu peixe ornamental, o ajuste da dureza da água faz toda diferença sim. Características mais próximas ao do meio selvagem deixa o ambiente muito mais confortável para o nado e acentua as características mais naturais dos peixes, como o temperamento e as cores.

 

Condicionador de KH: o que isso tem a ver com o PH? 

O KH (Dureza Carbônica) também é um índice relacionado à dureza da água, porém, é usado para medir, especificamente, a dureza dos carbonatos. Esta medida é muito importante porque serve, principalmente, para definir o efeito tampão, que é a capacidade de manter o PH estável. 

Os condicionadores de KH atuam, justamente como tamponadores que garantem a estabilidade do PH.

 

O risco dos compostos nitrogenados Amônia (NH3), Nitrito ( NO2-) ou Nitrato (NO3-) 

Esses compostos nitrogenados são grandes vilões quando não controlados nos ambientes Aquáticos. Por meio de um processo de oxidação por bactérias específicas, a Amônia origina o Nitrito, que por sua vez, dá origem ao Nitrato.

 

Os três compostos apresentam graus de toxicidade para os peixes ornamentais e geralmente estão correlacionados com situações como superlotação, excessiva quantidade de matéria orgânica no aquário, medicamentos na água, aquários recém estabelecidos, higienização inadequada do filtro e falhas na filtragem biológica. A intoxicação por Amônia é extremamente comum em aquários, por isso, o aquarista deve ficar atento.

 

Essa situação estressante, quando crônica, gera nos animais um estado de hiperexcitabilidade e ocorrência de sinais neurológicos, causando a

morte dos peixes, sendo a principal causa da morte a hipóxia (diminuição das taxas de oxigênio no sangue ou nos tecidos). 

 

Como controlar a amônia? 

 

Os níveis desses compostos devem ser controlados por meio de filtragem mecânica e biológica adequada, que são essenciais e o principal meio de para eliminação destes compostos.  Lembrando que todo o sistema de filtragem deve estar adequado ao volume de água e quantidade de animais no ambiente, manutenção periódica do filtro e limpeza do aquário como sinfonagem do substrato.

 

Quimicamente, a amônia pode ser controlada com o uso de condicionadores, que atuam como aglutinadores ou transformadores químicos, ou até mesmo introduzindo bactérias novas no aquário para reforço biológico.

 

Condicionadores de Amônia: quando usar? 

Os condicionadores químicos são excelentes para atuarem em casos de emergências, quando, por um motivo qualquer, houve alguma perda na capacidade do filtro biológico,  aumento repentino de população com a chegada de novos peixes ou matéria orgânica excessiva que poderia levar ao pico destes compostos nitrogenados. 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.