Seachem Hard Algae Pad é uma eficiente esponja para limpeza de algas que não risca vidros e acrílicos. A espuma de melamina utiliza micro tecnologia abrasiva para remover facilmente as algas das laterais do seu aquário.
Product ID: 1247
Product SKU: 1247
New In stock />
SEACHEM HARD ALGAE PADS | ESPONJA PARA LIMPEZA DE AQUÁRIOS

SEACHEM HARD ALGAE PADS | ESPONJA PARA LIMPEZA DE AQUÁRIOS

Referência: KA380303
aguarde, carregando preço...
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

SEACHEM HARD ALGAE PAD

ESPONJA PARA LIMPEZA

Seachem Hard Algae Pad é uma eficiente esponja para limpeza de algas que não risca vidros e acrílicos. A espuma de melamina utiliza micro tecnologia abrasiva para remover facilmente as algas das laterais do seu aquário. Eles são particularmente eficazes na remoção de algas de arranhões. Eles são quimicamente inertes e não usam sabões ou detergentes. Sua cor branca contrasta com as algas escuras, facilitando a visualização das áreas totalmente limpas.

Mais sobre Melamina

A esponja de melamina é um limpador abrasivo incrivelmente eficaz. Possui uma microestrutura tão dura quanto o vidro, mas, devido à sua estrutura de célula aberta, permanece flexível. Ele atua sobre manchas como uma lixa extremamente fina. No aquário, remove facilmente as algas raspando com seus filamentos microscópicos extremamente duros.

_________________________________________________________________________________________________________

 

O aquarismo é rico em criatividade e diversidade, é possível recriar o habitat natural dos peixes em um simples aquário basta saber quais são os elementos necessários. Na Kauar nós iremos te ajudar a  montar o aquário que você sempre desejou, aqui você encontra desde rações à equipamentos e condicionadores de água, tudo o que você precisa para a configuração do seu aquário.

 

1. Respeite a singularidade do seu aquário 

Cada aquário é único! Aspectos como tamanho do aquário e condições de água variam muito de um aquário para outro. Por isso é necessário respeitar a singularidade do seu próprio aquário, busque se informar em relação as necessidades específicas dos peixes escolhidos por você. 

 

2. Atente-se aos peixes 

A primeira dica é: quando comprar um peixe jogue a água do saquinho fora, é muito importante que essa água não entre em contato com a água do aquário, isso por quê você não sabe a procedência da água do lugar o qual você comprou, por isso opte sempre por lugares confiáveis e que prezem pela saúde do seu peixinho como a Kauar.  

A segunda dica é: Na hora de escolher as espécies do aquário é necessário se certificar de que todas as espécies compartilhem da mesma faixa de temperatura e PH, uma vez que as características do aquário vão depender das espécies de peixes que moram dentro dele. Na hora de escolher os peixes de aquário, é necessário se certificar de que todos compartilhem a mesma faixa de temperatura e de pH. Também é importante que os peixes sejam sociáveis e se dêem bem com as outras espécies presentes no aquário.

 

3. O substrato muda tudo

substrato é determinante na montagem de seu aquário, afinal ele influencia diretamente na água. Ou seja, quando escolhemos um cascalho de origem calcárea é importante lembrar que nesse caso a água do aquário sempre será mineralizada e de PH alcalino, ou seja, não se pode colocar neste aquário peixes de água ácida. Quando estamos escolhendo o substrato, estamos sem perceber determinando qual tipo de ecossistema vamos reproduzir.

Ah, e é importante lembrar que “substrato” engloba todos os outros elementos que vão interagir quimicamente no ambiente do aquário, como elementos decorativos e materiais filtrantes, por isso é necessário escolher com atenção todos os elementos que estarão presentes no aquário. 

 

4. Iluminação: a arte da imitação

Seguindo a mesma lógica da escolha do substrato, nós devemos adequar a iluminação ao sistema que gostaríamos de ter. O objetivo principal do aquário é tentar reproduzir ao máximo o habitat natural dos peixes, por isso devemos compará-los com os ambientes naturais que queremos reproduzir. Por exemplo, um recife de corais multicoloridos próximos à superfície do mar. Obviamente este é um ambiente bastante ensolarado, neste caso a nossa escolha seria por um  forte sistema de iluminação para este aquário.

 

5. Frio ou quente?

A temperatura adequada para o aquário é aquela que busca reproduzir as mesmas condições do habitat que você quer retratar. O objetivo é sempre tentar copiar a natureza. Mas a pergunta que permanece é: “como controlar a temperatura?” como na maioria das vezes o problema maior se resume ao aquecimento, basta manter um aquecedor com termostato adequado ao tamanho do aquário (em geral na proporção de 1 Watt por litro). Este aparelho fará o controle da temperatura, só aquecendo quando necessário e se mantendo desligado nos outros períodos, já em relação ao resfriamento da água você pode fazer uso de um resfriador com termostato, que se parece com um pequeno ar condicionado ou utilizar um cooler, que é um pequeno ventilador que resfria o aquário. 

 

6. Água vem e vai: a movimentação da água

Em aquários menos complexos, uma simples bomba de circulação ou um pequeno filtro são suficientes para a reprodução do movimento da água presente no habitat natural do peixe em seu aquário. Aquários mais complexos podem exigir uso de aparelhos que simulam a movimentação das ondas do mar, mas é válido lembrar que tudo é uma questão de adequação ao ambiente criado. É importante prestar atenção aos excessos de decorações e objetos dentro do aquário, pois estes  diminuem a movimentação de água.

 

7. Sistemas de filtragem

O aquário é um sistema fechado e, por isso, tudo o que colocamos lá dentro fica por lá, ou seja, é um sistema que tende à acumulação, por isso a utilização de um sistema de filtragem adequado é muito importante! Para manter o equilíbrio do sistema aquático, além dos sistemas de filtragem em funcionamento (seja mecânico ou químico), é fundamental que se complemente a manutenção dos ecossistemas com trocas parciais da água, promovendo a renovação do ambiente e um aquário saudável e equilibrado.

 

8. Peixe morre pela boca

Ainda que haja diversas informações sobre alimentação de peixes pela internet, nem todas são confiáveis, por isso é necessário ter uma série de cuidados na hora de alimentá-los. É preciso fazer um estudo prévio sobre rações de boa qualidade, para garantir a saúde do seu peixe, procure rações indicadas e de bom valor nutricional. Na Kauar você encontra as melhores rações do mercado.   

 

9. O local do aquário 

Antes de adquirir um aquário, é muito importante pensar em onde ele vai ficar. O local precisa ser estável e aguentar bastante peso. Além disso, é importante que o aquário fique longe de fontes de frio ou de calor, como janelas ou fornos de cozinha, que dificultam o controle de temperatura. A partir do momento em que decidir o local, lembre-se: não é fácil mudar um aquário de lugar, o local da montagem será onde ele ficará para sempre. 


 

10. A água: os cuidados necessários

Não basta despejar água da torneira direto para o aquário, é necessário ter certos cuidados.  Seja na hora de fazer trocas parciais ou no primeiro momento de encher o aquário, é essencial realizar testes hidrológicos e preparar a água para que ela atinja os níveis adequados. Em se tratando de água da torneira, um dos preparos mais importantes é fazer o uso de condicionadores anticloro, já que o cloro presente na água encanada é tóxico para os peixes. 


 

Agora que as dicas foram dadas, você tem uma ideia de por onde começar, então é hora de sair da teoria e ir para a prática. Na Kauar você encontra raçõesequipamentos e condicionadores de água, tudo o que você precisa para o seu aquário. Venha viver o aquarismo com a gente!

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características